29/07/2022 10h49min - Geral
2 semanas atrás

"Exagerei no meu limite", afirmou homem que matou desconhecido em conveniência


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Campo Grande NEWS


Ângelo Vilhalva Ovando, de 30 anos, acusado de homicídio duplamente qualificado, está sendo julgado na manhã desta sexta-feira na 2ª vara do Tribunal do Júri de Campo Grande. Ele é acusado de ter matado Rondinelli Ramires Mercado, de 34 anos, em setembro de 2021, com excessiva dor e sofrimento, além de dificultar a defesa da vítima. Rondinelli foi morto com nove facadas na região do tórax, abdome e pescoço, em uma conveniência na Rua Aguaracema, na Vila Santo Eugênio. A hipótese levantada pela polícia é que Ângelo esfaqueou a vítima depois de receber uma chamada de atenção por mexer com a mulher que Rondinelli estava acompanhado. Luciano, irmão de Ângelo, teria ajudado no crime segurando os braços da vítima. Durante o julgamento Ângelo confessou que matou Rondinelli, mas negou que tinha uma mulher envolvida na situação. "Passei a tarde bebendo com meu irmão e minha esposa, na última conveniência que parei só com o Luciano eu fui xingado por um homem, fui falar com ele pra entender o que estava acontecendo e ele já começou a me dar capacetadas e pontapés, então peguei a faca para ver se ele se afastava", declara o réu. Segundo Ângelo, ele apenas se defendeu e não tinha intenção de matar Rondinelli. "Ele vinha pra cima de mim e eu me defendia com a faca, quando vi ele tava no chão e eu fui embora pra casa. Estou completamente arrependido. Tenho responsabilidade, não sou de beber muito, mas nesse dia exagerei no meu limite, tomei pinga, cerveja", disse Ângelo. Na versão do réu, Luciano não teve envolvimento com a morte da vítima e foi esfaqueado sem querer, quando tentava tirar Rondinelli de cima de Ângelo. Valdeli Marques Ramires Soares, mãe da vítima, acompanhou o julgamento de perto, acompanhada da neta, que é filha de Rondinelli, e de outro filho dela, irmão da vítima. "Espero que a justiça dos homens seja feita, porque a justiça de Deus tarda, mas não falha. Ele era um ótimo filho, um ótimo pai e meu companheiro. Ia todos os dias me visitar e ficava comigo um tempo, era meu caçula", contou Valdeli. O julgamento ainda não foi finalizado e o resultado deve ser divulgado na tarde desta sexta-feira.

•  campo grande news •  navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 14/08/2022 22h01min
Internacional atropela o Fluminense por 3 a 0 no Beira Rio
Geral - 14/08/2022 21h40min
São Paulo atropela Red Bull Bragantino por 3 a 0 neste domingo
Geral - 14/08/2022 21h21min
Rayssa Leal conquista etapa de Seatle da Liga Mundial de street
Geral - 14/08/2022 21h05min
Em casa, América-MG vence o Santos por 1 a 0 e respira na Série A
Geral - 14/08/2022 20h49min
Fortaleza vence Ceará por 1 a 0 e deixa zona de rebaixamento
Geral - 14/08/2022 20h29min
Brasil registra 37 mortes por covid-19 em 24 horas
Geral - 14/08/2022 20h22min
Brasil registra 37 mortes por covid-19 em 24 horas
Geral - 14/08/2022 20h05min
Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação