22/07/2022 12h45min - Geral
3 semanas atrás

A R$ 5,24 o litro, gasolina tem o menor valor desde março de 2021 na Capital


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Campo Grande NEWS


Dois dias após a redução no preço da gasolina nas refinarias – de R$ 4,06 para R$ 3,86 – o combustível pode ser encontrado nos postos de Campo Grande a R$ 5,24.   A última vez que os campo-grandenses pagaram valor semelhante na gasolina foi em 2 de março de 2021, no Posto Acácia, na Rua 26 de Agosto. O preço era de R$ 5,18, conforme levantamento feito pelo Campo Grande News , baseado em dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Com o valor médio do litro na indústria R$ 0,20 menor, a expectativa era de que a redução chegaria às bombas custando cerca de R$ 0,14 menos, conforme projeção do Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes) de Mato Grosso do Sul. É o que vem ocorrendo na maioria dos postos visitados pelo Campo Grande News na manhã desta sexta-feira (22). Conforme apurou a reportagem desde a tarde de ontem, de forma gradativa, com novas remessas adquiridas os revendedores iniciaram as remarcações que variam entre R$ 0,13 e R$ 0,15. O posto Cosan, da Shell, na rotatória das avenidas Três Barras e José Nogueira Vieira, cobra R$ 5,24, quando ontem era de R$ 5, 39. Mesmo preço e redução praticados no posto da rede Bonatto, na Avenida Interlagos com a Costa e Silva. Já os postos Taurus e Ipiranga, ambos na Avenida Costa e Silva, a diferença na queda para o consumidor cai para R$ 0,13. O valor anterior era de R$ 5,37 e agora é de R$ 5,24. A redução tem motivado que até estava pensando em desistir do trabalho que depende exclusivamente do combustível. Técnico de refrigeração, Eduardo Henrique Gonzales, 49 anos, há 3 anos trabalha como motorista de aplicativo. Rodando em média nove horas por dia, devido aos altos valores praticados nos últimos meses, já estava pensando em abandonar o carro. No entanto, após redução de impostos federais e congelamento da pauta fiscal do Estado, o que baixou consideravelmente o preço do combustível, ele resolveu continuar. "Eu já estava pensando em parar de trabalhar como motorista, mas resolvi continuar por mais um tempo porque houve essa redução no preço da gasolina, que deu uma economia de cerca de 20% para mim. No entanto, tive gasto com manutenção no carro e os preços também subiram muito". Para o também motorista de aplicativo, José Maria do Amaral, 69 anos, a redução é bem-vinda e sempre ajuda. “Não estava usando gasolina por conta do preço, mas vou passar a usar. Vi que a diferença do álcool está de R$1,00 real. Vou voltar a usar para ver se gasto menos agora”, disse. Segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), a média de preços praticados na última semana foi de R% 5,44, enquanto que o menor valor foi de R$ 5,29 e o maior de R$ 5,69.  * Colaboraram Caroline Maldonado e Guilherme Corrêa

•  campo grande news •  navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 12/08/2022 23h57min
Instalação de estação de embarque e desembarque interdita Rui Barbosa no sábado
Geral - 12/08/2022 23h36min
Mega-Sena deste sábado pode pagar até R$ 27 milhões
Geral - 12/08/2022 23h27min
Ferro-velho escondia mais de quatro toneladas de maconha
Geral - 12/08/2022 23h26min
Homem fica preso em ferragens de carro após batida com caminhão
Geral - 12/08/2022 23h25min
Homem é preso após receber R$ 1 mil em notas falsas
Geral - 12/08/2022 23h15min
Veículos são apreendidos com 4,4 mil pacotes de cigarros em lavoura de milho
Geral - 12/08/2022 22h54min
Matheus Davó brilha na vitória de 2 a 0 do Bahia sobre o Ituano
Geral - 12/08/2022 22h54min
Bahia vence Ituano e assume vice-liderança da Série B