27/07/2022 07h37min - Geral
3 semanas atrás

Ansiedade é "disciplina" que ainda acompanha alunos na volta às aulas


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Campo Grande NEWS


A ansiedade verificada na volta às aulas presenciais depois da fase crítica da pandemia da covid-19 ainda é companheira de muitos alunos, no retorno para o 2º semestre. Na Escola Estadual Joaquim Murtinho, a diretoria organizou acolhida, focando principalmente o apoio psicológico aos estudantes. Em Mato Grosso do Sul, 195 mil alunos retornam às aulas após período de férias. Desses, 45 mil são da Capital, sendo 1,6 mil na escola Joaquim Murtinho. “Tá tendo muita ansiedade, principal questão é o fator emocional”, disse o diretor-adjunto da escola, Eugênio Parra. “Eles estão tendo muita carência de atenção”, explicou. A acolhida será bate-papo na quadra da escola, com todos os alunos, pouco antes do intervalo. A equipe também passou se preparou para o retorno, recebendo orientações sobre como lidar com fatores psicológicos que podem afetar os estudantes. O período de isolamento da pandemia ainda afeta os alunos. Kemilly Kethellyn Rojas Cavassa de Moraes, 16 anos, disse que o retorno representa, assim como no 1º semestre, o reencontro com amigos e professores, mas, também, rever disciplinas temidas. “Eu tenho dificuldade na parte de cálculo, vejo que é a dificuldade da maioria”, opinou. No último bimestre, diz que ficou na média das notas nessas matérias. A estudante conta com a Intervenção, um reforço oferecido para alunos e que tem sido bom.  Para Leandro Ribeiro, 16 anos, o sentimento é semelhante ao de Kemilly: entusiasmo pelo reencontro com os amigos, mas apreensão com o estudo. “Ainda é complicado”, diz, explicando que há conteúdo que  não foi visto no 9º ano do Ensino Fundamental, prejudicado pelas aulas à distância. “Minha maior dificuldade é português e matemática, acho que da maioria também”.  A dificuldade com português e matemática é citada por Kauãn Penagio de Oliveira, 17  anos, que está enfrentando ainda o desafio de entrar em nova escola, mais próxima do bairro onde mora, a Vila Carvalho. O estudante também diz que a lista de matérias aumentou com o novo Ensino Médio, mas não deixou de citar o clássico pesadelo dos estudantes. “As mais complicadas ainda são português e matemática”.  Kemilly Kethellyn resume o desafio dos colegas: “Ainda vai ser período de recuperação; em todo o Brasil, vai demorar um pouco para os estudantes se recuperarem”.

•  campo grande news •  navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 14/08/2022 22h01min
Internacional atropela o Fluminense por 3 a 0 no Beira Rio
Geral - 14/08/2022 21h40min
São Paulo atropela Red Bull Bragantino por 3 a 0 neste domingo
Geral - 14/08/2022 21h21min
Rayssa Leal conquista etapa de Seatle da Liga Mundial de street
Geral - 14/08/2022 21h05min
Em casa, América-MG vence o Santos por 1 a 0 e respira na Série A
Geral - 14/08/2022 20h49min
Fortaleza vence Ceará por 1 a 0 e deixa zona de rebaixamento
Geral - 14/08/2022 20h29min
Brasil registra 37 mortes por covid-19 em 24 horas
Geral - 14/08/2022 20h22min
Brasil registra 37 mortes por covid-19 em 24 horas
Geral - 14/08/2022 20h05min
Eleições 2022: veja o que pode ou não no dia da votação