13/07/2022 18h41min - Geral
4 semanas atrás

Anvisa libera Coronavac para crianças de 3 a 5 anos


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Campo Grande NEWS


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu hoje (13) autorizar a aplicação emergencial da vacina CoronaVac em crianças de 3 a 5 anos de idade. O imunizante é produzido pelo Instituto Butantan. Durante reunião da diretoria colegiada, em Brasília, por unanimidade, a agência seguiu recomendação das áreas técnicas e autorizou a imunização com duas doses da vacina, no intervalo de 28 dias. A aprovação vale somente para crianças que não são imunocomprometidas. A vacina é contra a covid-19.  Não há prazo para o início da utilização do imunizante no plano nacional de vacinação. A decisão caberá ao Ministério da Saúde.  Para a diretora Meiruze Souza Freitas, da Anvisa, relatora do pedido, a CoronaVac está aprovada em 56 países pela Organização Mundial da Saúde (OMS), teve cerca de um bilhão de doses aplicadas e tem contribuído para reduzir mortes e hospitalizações.  "Vacinar crianças de 3 a 5 anos contra a covid-19 pode ajudar a evitar que elas fiquem gravemente doentes se contraírem o novo coronavírus", explicou.  A faixa etária entre 5 e 11 anos começou a ser vacinada em janeiro. Nesse caso, são aplicados os imunizantes da Pfizer (versão pediátrica) e a CoronaVac.  Estudos - A decisão foi baseada em diversos estudos nacionais e internacionais sobre a eficácia da vacina em crianças.  As pesquisas foram realizadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Instituto Butantan, além de entidades internacionais. Também foram levados em conta pareceres de sociedades médicas e das áreas de farmacovigilância e de avaliação de produtos biológicos da Anvisa.  Um dos estudos clínicos, feito no Chile, mostrou efetividade de 55% da CoronaVac contra a hospitalização de crianças que testam positivo para a covid-19.  Além disso, as crianças que participaram dos estudos clínicos apresentaram maior número de anticorpos e menos reações à vacina em relação aos adultos.  No Brasil, outros dados revelaram que as reações graves após a imunização foram consideradas raras e raríssimas. A conclusão foi obtida após análise de 103 milhões de doses aplicadas no país. 

•  campo grande news •  navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 09/08/2022 18h03min
CNJ lança formulário sobre violência contra comunidade LGBTQIA+
Geral - 09/08/2022 17h51min
STF marca nova audiência sobre disputa por Fernando de Noronha
Geral - 09/08/2022 17h45min
Batata está 58% mais barata, mas leite continua "pesando no bolso"
Geral - 09/08/2022 17h28min
Construir em MS fica mais caro e chega ao custo médio de R$ 1,6 mil por m², diz IBGE
Geral - 09/08/2022 17h27min
Brasil registra 365 mortes e 30,2 mil casos de covid-19 em 24 horas
Geral - 09/08/2022 17h26min
Juiz decreta prisão de lutador de MMA flagrado com 46 quilos de cocaína
Geral - 09/08/2022 17h15min
MS é campeão em investimento por habitante
Geral - 09/08/2022 17h14min
Bio-Manguinhos vai fornecer remédio usado por 60 mil pacientes do SUS