11/04/2022 16h28min - Geral
1 mês atrás

Bolsonaro diz que três ministros do STF querem censurar mídias sociais


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: TaNaMídia Naviraí


O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar, nesta segunda-feira (11), ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e afirmou que os magistrados querem “censurar as mídias sociais” no Brasil.

Em entrevista a O Liberal, do Pará, Bolsonaro abordou o requerimento de urgência ao projeto das fake news, reprovado pela Câmara dos Deputados na última quarta-feira (6), e criticou a atuação dos ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso e Edson Fachin.

“Não tratava de mérito e sim de requerimento de urgência para o projeto que visava censurar as mídias sociais. Até porque esse projeto tem interesse direto dos três ministros do STF que estão dentro do Tribunal Superior Eleitoral. Eles querem, sim, censurar as mídias sociais no Brasil e não tiveram sucesso por nove votos”, afirmou Bolsonaro.

“Tem muito projeto lá [no Parlamento] que visa coisas boas para o Brasil, e outras como esse, que tratava das fake news, como se o grande problema do Brasil fosse a mentira. E não é esse o grande problema do Brasil. Nossos problemas são outros: desemprego e inflação, que se fazem presentes de forma bastante forte”, completou o presidente.Os deputados analisaram o pedido para acelerar a tramitação da proposta na semana passada, mas o número mínimo de 257 votos para o andamento da proposta não foi atingido. Na ocasião, 249 parlamentares votaram a favor da medida e outros 207 foram contra. A matéria já passou pelo Senado, em junho de 2020, mas não avançou na Câmara.

Em outro momento da entrevista, Bolsonaro criticou as declarações feitas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que defendeu a ideia de que os eleitores cobrem deputados “na porta de casa” para reivindicar demandas políticas. “É pela intimidação, ou seja, eles estão certo, tem que fazer o que eles querem, se não vão atazanar a vida da família”, disse.

Na sequência, Bolsonaro provocou Moraes, do STF. “Isso é um crime, isso é um ato antidemocrático. Ô Alexandre de Moraes, isso é um ato antidemocrático, Alexandre de Moraes. Vai ficar quieto? Vai ficar quieto? Então é contra isso que nós lutamos.”

Ainda na entrevista, o presidente informou que uma das prioridades da área econômica é uma nova redução do IPI, sem citar para quais produtos. Bolsonaro destacou ainda que o ministro Paulo Guedes, da Economia, quer criar a Carteira Verde e Amarela, projeto que ainda não saiu da gaveta e tem por objetivo estimular a criação de empregos no país.

A reportagem procurou o STF para repercutir os ataques aos ministros. Em nota, a Corte disse que não vai se pronunciar.



•  tanamidia navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 16/05/2022 13h33min
Com recorde de participação, Jogos Escolares da Juventude são realizados nesta semana
Geral - 16/05/2022 13h30min
PRF apreende 5,5 toneladas de contrabando de agrotóxicos e cigarros
Geral - 16/05/2022 13h28min
Homem é encontrado morto dentro de poço em acampamento sem terra
Geral - 16/05/2022 12h45min
Deputada quer debate sobre assédio moral e sexual contra mulheres
Geral - 16/05/2022 12h29min
Governo assina ordem de serviço para heliponto na nova sede do DOF
Geral - 16/05/2022 12h27min
Inmet prevê geada, neve e avanço do frio no país
Geral - 16/05/2022 12h26min
Homem é preso por ameaçar, invadir casa de ex e roubar Pit Bull
Geral - 16/05/2022 11h23min
Gerência de Assistência Social divulga o Maio Laranja no Projeto de Judô da Seleta