19/06/2022 09h20min - Geral
3 semanas atrás

Campanha arrecada 488 livros e renova biblioteca de presídio


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Campo Grande NEWS


Ação social arrecadou 488 livros e renovou o acervo do Instituto Penal de Campo Grande. A leitura é usada na reinserção social e reduz pena.  A campanha, realizada entre 3 de maio e 9 de junho,  contemplou livros em bom estado de conservação, não sendo aceitos didáticos, gibis, revistas e enciclopédias.  Conforme o portal de notícias do governo, os exemplares irão subsidiar os projetos que estimulam o hábito pela leitura aos privados de liberdade, além de diversificar o acervo da biblioteca da unidade penal, que conta agora com mais de 2,6 mil livros. Para a idealizadora do projeto, a assistente social Cristiane da Silva Sobrinho, a leitura é a mediação entre a experiência daquele que escreve e o olhar daquele que a recebe, daquele que lê. “Portanto, podemos compreender, o quanto a leitura auxilia na formação humana deste leitor, despertando o pensamento crítico, abrindo perspectivas para novos mundos e novas experiências proporcionadas pelas mais diversas narrativas. Considerando os benefícios do hábito de ler, o projeto foi um sucesso e vamos buscar atingir o maior número de internos leitores”, afirma. 

•  campo grande news •  navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 07/07/2022 08h57min
PMA de Amambai autua comerciante em R$ 4,7 mil por capturar de Dourado que está com pesca proibida e divulgou nas redes sociais
Geral - 07/07/2022 08h41min
Para 80% dos leitores, preço da carne não sofreu alteração
Geral - 07/07/2022 08h34min
Pesquisadores alertam sobre os perigos de barragens no Pantanal de MS
Geral - 07/07/2022 08h30min
Itaquiraí recebe caminhão, pá carregadeira e van para reforçar a frota
Geral - 07/07/2022 08h30min
O que é ser uma mulher fantástica?
Geral - 07/07/2022 08h30min
A responsabilidade pela gestão correta de resíduos no Brasil é compartilhada
Geral - 07/07/2022 08h28min
MPRJ faz operação contra policiais acusados de extorsão
Geral - 07/07/2022 08h26min
Réus têm penas de 16 a 19 anos por espancamento e morte de preso que traiu PCC