12/07/2021 10h50min - Geral
3 meses atrás

De janeiro a maio, produtos florestais representam 23% das exportações de MS com faturamento de US$ 620 milhões


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: TaNaMídia Naviraí


Os produtos florestais de Mato Grosso do Sul representaram 23,3% das exportações do agronegócio realizadas pelo estado neste ano. Em cinco meses, o valor das vendas internacionais de MS totalizou U$ 620 milhões. Esse é o tema de #MercadoAgropecuário desta segunda-feira (12).

No ranking de produtos exportados por Mato Grosso do Sul, os florestais ficaram em segundo lugar, atrás somente do complexo soja. Entre janeiro e maio de 2021 as exportações do agronegócio representaram 95% das exportações do estado, com total de US$ 2,66 bilhões em receita, alta de 12,4% em relação ao igual período de 2020.

O complexo soja, com 50,5%, e produtos florestais, com 23,3%, foram os líderes das exportações do agronegócio. O terceiro segmento que se destacou foi o de carnes com 17,1% do faturamento.

Entre os produtos florestais, a celulose continua tendo uma alta participação nas exportações sul-mato-grossenses, com índice de 97,6% nos primeiros cinco meses de 2021, movimentando mais de US$ 605 milhões. Na sequência aparece o papel, com 2,18% e, em seguida, a madeira com 0,20%. No período, o valor das exportações florestais totalizou US$ 620,276 milhões.

A China, assim como em outras cadeias produtivas, também lidera a lista de países compradores dos produtos florestais sul-mato-grossenses. Nos cinco primeiros meses de 2021, esses produtos foram exportados para 68 países, sendo a China o principal consumidor, com uma participação de 50,5%.

O segundo posto segue ocupado pelos Estados Unidos, com 14,8%, seguido da Itália com 9,2%. O volume total exportado pelo estado foi de 1,723 milhão de toneladas neste período.

SERINGUEIRA

No mês de junho o preço médio do coágulo de seringueira (DRC 53%) se manteve no valor de R$ 4,38/Kg em Mato Grosso do Sul, sustentando um bom patamar de preço.

Nos últimos meses o preço médio estadual vem refletindo alguns pontos do mercado: a variação positiva da bolsa de Cingapura, a menor oferta internacional e o dólar em patamares elevados quando comparado ao real.

A atual variação do dólar, o fim da entressafra em outras regiões produtoras e o início da entressafra no Brasil podem impactar os preços nos próximos meses.

O preço de referência de importação da borracha natural no último mês foi de R$12,25/kg, apontando queda de 5,11 % em relação ao mês de maio. A redução foi impulsionada, principalmente, pela cotação média mensal na bolsa de Cingapura, que retraiu 2,73%, e da desvalorização de 4,90% do dólar frente ao real. A redução só não foi maior devido ao frete internacional, que pressionou os preços com elevação de 5,26% em relação a maio.



•  tanamidia navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 12/10/2021 03h11min
Motorista é multado em 33 mil por transporte ilegal de carvão
Geral - 12/10/2021 02h11min
Após pouso de emergência em fios elétricos, paraquedista volta à competição
Geral - 12/10/2021 02h11min
Após pouso de emergência em fios elétricos, paraquedista volta à competição
Geral - 12/10/2021 00h41min
São Paulo fica no zero com o Cuiabá e chega ao quinto empate seguido
Geral - 12/10/2021 00h41min
São Paulo fica no zero com o Cuiabá e chega ao quinto empate seguido
Geral - 11/10/2021 18h27min
Força Tática prende homem que ameaçou de morte a esposa com uma faca
Geral - 11/10/2021 17h32min
Operação prende seis brasileiros suspeitos de chacina no fim de semana
Geral - 11/10/2021 17h28min
Homem tem carro roubado após parar à beira da estrada para fazer xixi em MS