25/06/2021 19h51min - Geral
4 semanas atrás

Homem é espancado até a morte em fronteira marcada pela guerra do tráfico


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: TaNaMídia Naviraí


Paraguaio de 23 anos foi espancado até a morte na madrugada desta sexta-feira (25) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS). O corpo dele foi encontrado por volta de 4h em uma rua ao lado da Ruta 5, rodovia que liga a cidade ao centro do país vizinho.

O homem foi identificado como Daniel Wilfrido Benitez Valiente. Segundo informações da polícia paraguaia, ele foi agredido até a morte com pauladas e pedradas e o corpo deixado no meio da rua, entre poça de sangue.

Bombeiros voluntários da cidade foram ao local, mas Wilfrido já estava morto. Segundo a ocorrência registrada pela corporação, o homem foi vítima de agressão física. O corpo foi levado para o necrotério do Hospital Regional de Pedro Juan Caballero.

Esse foi o segundo homicídio registrado na cidade nesta semana. Na madrugada de quarta-feira (23), Eder Junior Silva Romero, 28, foi morto com tiro na cabeça quando seguia pela rua, atrás de uma unidade da Polícia Nacional.

Com ordem de prisão por violência doméstica, Eder teria sido morto pela atual companheira, ainda não localizada pela polícia.

 



•  tanamidia navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 25/07/2021 03h06min
Rixa antiga acaba com homem ferido a garrafadas
Geral - 25/07/2021 03h05min
Traficante abandona moto com 22 tabletes de maconha em milharal
Geral - 25/07/2021 03h04min
Polícia Federal apreende mais de R$ 200 mil em cédulas na fronteira do Brasil com a Bolívia
Geral - 25/07/2021 02h02min
Caminhonete roubada no Paraná é recuperada em Dourados
Geral - 24/07/2021 18h13min
MS registra 547 casos novos e mais 14 mortes por Covid-19
Geral - 24/07/2021 17h12min
Homem morre atropelado em frente a mercado onde trabalhava e motorista foge
Geral - 24/07/2021 16h50min
Itaquiraí – Força Tática apreende mais de meia tonelada de maconha em barraco
Geral - 24/07/2021 16h09min
Lei de cotas para pessoas com deficiência completa 30 anos