04/11/2021 03h34min - Geral
4 semanas atrás

Juiz anula provas e livra da cassação vereador acusado de agredir noiva


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: SulNews


A Justiça estadual, em Dourados, suspendeu o processo de cassação do vereador Diogo Castilho (DEM), acusado de violência doméstica. Ele passou seis dias preso no início de setembro deste ano acusado de agredir e ameaçar a noiva, uma cirurgiã-dentista de 27 anos de idade. Castilho é médico. Nesta terça-feira, doia dois, o juiz de primeira instância Caio Márcio de Brito acatou recurso da defesa e concedeu liminar anulando as provas anexadas ao pedido de cassação, protocolado na Câmara de Vereadores pelo advogado Daniel Ribas. Foi com base nessa denúncia que o Legislativo douradense instaurou a Comissão Processante por quebra de decoro, no dia 13 de setembro. No mesmo dia, e também por unanimidade, a Câmara determinou o afastamento de Diogo Castilho por 90 dias. A defesa do vereador alegou no recurso que o boletim de ocorrência sobre a prisão do vereador não poderia ser usado como prova para abertura do processo de cassação por ter sido obtido quando o caso já estava em segredo de justiça. Caio Márcio de Brito acatou o argumento e suspendeu o procedimento administrativo, “tendo em vista a impossibilidade de processamento de fatos revestidos de segredo de justiça, processados de forma ilícita e em descompasso com a Constituição Federal". Ele também cita que a decisão provisória garante a ampla defesa e o respeito aos direitos e garantias individuais do acusado. O juiz determinou multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento. Através da assessoria de imprensa, a Câmara Municipal de Dourados informou que já notificou os membros da Comissão Processante sobre a decisão. A assessoria jurídica do Legislativo prepara recurso para derrubar a liminar. O CASO Médico de 36 anos de idade, o vereador de primeiro mandato (Diogo Castolho - DEM) foi preso em flagrante, por violência doméstica, no dia quatro de setembro, acusado de agredir fisicamente e ameaçar de morte a então noiva. Ele passou uma semana na prisão e saiu no dia onze, após ser expedida uma liminar do Tribunal de Justiça. O pedido de cassação foi apresentado no dia oito daquele mês, pelo advogado Daniel Ribas da Cunha. O requerimento apontou o caso como mais conduta criminosa de Diogo Castilho. A vaga de Diogo na Câmara vem sendop ocupada pelo primeiro suplente do DEM, o empresário Edson Souza.

•  sulnews •   noticias •   site •   naviraí


Últimas Notícias
Geral - 02/12/2021 20h35min
Atlético vence e volta a ser campeão após 50 anos
Geral - 02/12/2021 20h10min
Izaquias Queiróz e Fernando Rufino serão destaques no Lago de Cascavel
Geral - 02/12/2021 19h09min
Operário Caarapoense está na final
Geral - 02/12/2021 19h09min
Operário Caarapeonse está na final
Geral - 02/12/2021 19h07min
Servidores públicos estaduais ganham reajustegeral
Geral - 02/12/2021 19h04min
Com Rayssa Leal , Pâmela e Pedro Barros, Rio recebe campeonato
Geral - 02/12/2021 18h50min
PM deflagra ‘Operação Boas Festas’ com abertura oficial nesta quinta-feira
Geral - 02/12/2021 18h02min
Meninas do Brasil ganham na estreia do Mundial