13/04/2022 09h56min - Geral
1 mês atrás

Mesmo com reajuste da Aneel, Estado manterá o programa “Conta de Luz Zero”


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: TaNaMídia Naviraí


O Governo do Estado anunciou que manterá o programa “Energia Social: Conta de Luz Zero” para 152 mil famílias sul-mato-grossenses, mesmo com o reajuste de 18,16% nas contas de energia elétrica autorizado ontem, terça-feira (12) pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Com isso, a tarifa a ser aplicada em Mato Grosso do Sul passa da 8ª para a 3ª mais alta do País.

Vale destacar que a Aneel é uma autarquia vinculada ao Ministério de Minas e Energia e o reajuste, que atende um pedido da concessionária Energisa, começará a valer a partir do dia 16 de abril, para 1,08 milhão de consumidores em 74 cidades do Estado.

Mas mesmo diante do reajuste, o programa lançado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) em 2021 será mantido para as 152 mil famílias que estão inscritas no CadÚnico e já são beneficiárias do “Tarifa Social”, ou seja, o Estado continuará pagando as contas de energia elétrica de residências que consome até 220 kWh por mês.

Esta foi uma forma encontrada pelo governo para ajudar pessoas como a Maria de Fátima, de 62 anos. Sem saber ler, ela vive de doações e pequenos serviços, como cuidar de crianças para garantir o sustento do barraco de madeira onde vive com o irmão doente no Jardim Noroeste. 

“Preciso muito do benefício. Só tenho Deus na minha vida! Não tenho filho para me ajudar, ninguém! Em casa está faltando arroz, feijão e óleo. Se não fosse essa ajuda do governo, não sei como seria. Não tenho nada de rico, mas tenho tudo na vida: a fé em Deus!”, declarou. 

O aumento passa a vigorar para os consumidores atendidos pela Energisa S.A. O valor médio refere-se ao reajuste de 18,81% aplicado aos consumidores de alta tensão (indústria) e de 17,93% para os baixa tensão, neste caso, incluem-se os residenciais. Para os da área rural, 25%.

A aprovação foi dada durante a 12ª reunião pública ordinária da diretoria da Aneel. O reajuste deveria ter sido avaliado pela Aneel na reunião do dia 5 de abril, porém, a pedido da concessionária, a votação foi adiada para ontem (12).

Também a partir do dia 16 de abril, entrará em vigor a bandeira verde, devendo se manter até o fim do ano. Neste modelo, não haverá acréscimos adicionais na conta de luz, além dos aumentos estabelecidos pela Aneel. Sandoval Freitas comentou que essa perspectiva é de 97% de probabilidade.

Bandeiras – Além disso, para reduzir os efeitos negativos da pandemia de covid-19, o Estado também diminuiu em três pontos percentuais o ICMS nas faturas de energia elétrica durante a bandeira de escassez hídrica, mesmo contrariando o entendimento de outros 19 estados brasileiros, e, antes, já havia reduzido em 2 pontos a cobrança sobre a bandeira vermelha. 



•  tanamidia navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 19/05/2022 10h45min
Aves raras são avistadas por observadores em unidades de conservação
Geral - 19/05/2022 10h31min
Cooperativa já recolheu mais de 660 toneladas de materiais que iriam para o aterro sanitário
Geral - 19/05/2022 09h45min
Asfaltamento da Estrada da Balsinha deverá custar R$ 58,1 milhões
Geral - 19/05/2022 09h33min
Deve custar R$ 58,1 milhões a pavimentação entre Naviraí e Iguatemi
Geral - 19/05/2022 09h17min
Prefeitura promove ação de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes
Geral - 19/05/2022 09h17min
Prefeitura promove ação sobre Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Geral - 19/05/2022 09h10min
Futebol amador tem neste domingo a primeira semifinal
Geral - 19/05/2022 08h58min
Pavimentação de rodovia que corta Naviraí, Itaquiraí e Iguatemi vai custar R$ 58,1 milhões