19/06/2021 04h16min - Geral
1 mês atrás

Mulher é presa suspeita de estelionato por fraude em medidor de água


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: TaNaMídia Naviraí


Policiais civis do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil realizou ação conjunta com a Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S.A) e prenderam em flagrante uma mulher de 38 anos, suspeita de praticar o crime de estelionato.

De acordo com a polícia, há dias, fiscais da Sanesul fiscalizaram um imóvel situado no Bairro Parque Estoril e, ali, constataram que, junto ao medidor de água, foi instalado um aparelho para fraudar o real consumo do bem e, consequentemente, permitir um pagamento menor pela proprietária.

Constatada a fraude, a Sanesul orientou a moradora da casa a retirar imediatamente o aparelho fraudulento, pois isso caracterizaria conduta ilegal.

A princípio, o artifício foi retirado. Porém, na data de hoje, fiscais da SANESUL voltaram ao imóvel e verificaram que o aparelho adulterador foi recolocado. Diante dessa situação, os funcionários da SANESUL acionaram a Polícia Civil e noticiaram os fatos. Imediatamente, um Investigador e um Delegado do S.I.G. (Setor de Investigações Gerais) e fiscais da SANESUL realizaram ação conjunta e rumaram ao endereço no Estoril para averiguação dos fatos.

Chegando ao local, foi chancelada a fraude no medidor, porém a moradora da casa não se encontrava no local. Os policiais civis conversaram com vizinhos e foram informados de que a suspeita estava trabalhando em uma boutique na área central da Cidade.

Sendo assim, a equipe policial foi até o endereço de trabalho da suspeita e lhe solicitaram que acompanhasse a diligência. No momento, a suspeita admitiu ter ciência do aparelho adulterador, porém informou que foi seu ex-marido quem instalou referido meio fraudulento. Ela acompanhou toda a diligência efetuada em sua residência.

Após os procedimentos administrativos da SANESUL, a mulher de 38 anos recebeu voz de prisão, suspeita de praticar o crime de estelionato, e foi conduzida à Delegacia para as providências cabíveis.

Por fim, em razão da quantidade máxima da pena prevista para o delito (05 anos de reclusão), não foi possível o arbitramento de fiança pelo Delegado, estando, a suspeita, recolhida na unidade policial à disposição da Justiça.



•  tanamidia navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 24/07/2021 18h13min
MS registra 547 casos novos e mais 14 mortes por Covid-19
Geral - 24/07/2021 17h12min
Homem morre atropelado em frente a mercado onde trabalhava e motorista foge
Geral - 24/07/2021 16h50min
Itaquiraí – Força Tática apreende mais de meia tonelada de maconha em barraco
Geral - 24/07/2021 16h09min
Lei de cotas para pessoas com deficiência completa 30 anos
Geral - 24/07/2021 15h08min
Indivíduo com inúmeras passagens policiais é preso por tráfico de drogas
Geral - 24/07/2021 14h06min
Mulher é presa com pistolas e munições em ônibus com destino a capital
Geral - 24/07/2021 13h07min
Família é feita refém durante assalto a casa e bandidos levam dois carros em roubo
Geral - 24/07/2021 13h06min
Tiros de borracha são disparados contra rapaz que tentou matar esposa esfaqueada