13/09/2021 06h20min - Geral
1 semana atrás

Mundo Novo entrega nova iluminação de led na Otaviano Corrêa


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Naviraí Notícias


 

Com a finalidade de melhorar a iluminação pública da cidade de Mundo Novo a pedido do prefeito Valdomiro Sobrinho, a Prefeitura fez investimentos na ordem de R$ 614.534,93 (seiscentos e quatorze mil, quinhentos e trinta e quatro reais e noventa e três centavos) de recursos próprios o que possibilitou entregar no sábado, dia 04 de setembro, uma nova iluminação com lâmpadas de led na Avenida Otaviano Corrêa.

Segundo o prefeito, “o projeto consistiu no realocamento dos postes da Avenida Salvador em um metro para dentro do canteiro, já que acidentes vinham ocorrendo naquela via pública e, além disso, outros 67 postes realocados para a Avenida Otaviano e a nova iluminação ligada naquele sábado.

Todos os postes tiveram a troca da lâmpada de vapor pela luminária de led, trazendo mais economia e luminosidade para as duas avenidas. Os recursos empregados para a obra vieram através da taxa de iluminação pública paga pelo contribuinte mundonovense. (Texto: Jandaia Caetano – Semcos Prefeitura de Mundo Novo).

 

 

Fonte: Jandaia Caetano - Semcos Prefeitura de Mundo Novo

•  navirai noticias •   site •   naviraí


Últimas Notícias
Geral - 21/09/2021 03h31min
Polícia fecha local de distribuição de drogas para presos em Campo Grande
Geral - 20/09/2021 17h51min
Pandemia desacelera e governo de MS deixa de publicar boletins diários da covid
Geral - 20/09/2021 17h47min
Decreto regulamenta reconhecimento de dívidas da União junto à Caixa
Geral - 20/09/2021 17h47min
Dois são presos furtando combustível em posto na MS-276
Geral - 20/09/2021 17h30min
Gerência de Educação reivindica recurso ao deputado Fábio Trad
Geral - 20/09/2021 16h49min
Governo propõe PL que limita remoção de conteúdos em redes sociais
Geral - 20/09/2021 16h31min
Prefeitura recolheu 5.840 quilos de lixo eletrônico
Geral - 20/09/2021 15h46min
MS terá disque denúncia sobre crimes sexuais contra crianças em aldeias