15/07/2022 11h51min - Geral
3 semanas atrás

Operação fecha com 190 crianças atendidas e 24 medidas protetivas


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Campo Grande NEWS


Em um mês de Operação Acalento, deflagrada no dia 13 de junho, 192 crianças e adolescentes vítimas de violência infantil foram atendidas em Mato Grosso do Sul. A força-tarefa para prender suspeitos ou condenados pelos crimes foi realizada em todo o País.  A ação coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública com apoio das policias civis resultou em 51 prisões de agressores no Estado. No total, foram solicitadas à Justiça 24 medidas protetivas e realizadas 585 ações educativas para prevenir esse tipo de violência.  O secretário adjunto de operações integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Bráulio Vieira, destaca a importância de perceber mudanças de comportamento nas crianças.  Segundo ele, os vulneráveis têm uma peculiaridade de demonstrar sinais diante de agressões e violência contra eles.  “Normalmente, varia de cada personalidade da criança, sinais de modificações repentinas de humor, mas o mais importante é procurar as delegacias especializadas no combate à criminalidade nesse segmento. Temos, em quase todos os entes federativos, as delegacias especializadas que têm policiais treinados para detecção desse tipo de criminalidade e busca de criminosos”, destacou.  Em todo o País, a operação resultou na prisão de mais de 1.400 pessoas acusadas de crimes contra crianças e adolescentes. Ao todo, mais de 16.500 vítimas foram atendidas. Qualquer pessoa pode denunciar casos de violência de direitos humanos, de forma gratuita, pelo disque 100.  Em Campo Grande, o vendedor de salgados Thiago Passos Sodré, de 39 anos, condenado a 18 anos e 4 meses de prisão pelo crime de estupro de vulnerável e por divulgar e armazenar material de abuso sexual infantil, foi um dos presos na manhã de quarta-feira (13).  Ele, que era foragido do Estado do Mato Grosso desde 2016, foi localizado no Bairro Nova Campo Grande. O outro preso, Edson Ramos Baez, de 43 anos, foi detido no trabalho, no Bairro Coophatrabalho, por estupro de vulnerável.  Ele estava foragido há 7 anos. Os dois foram levados para a DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), passaram pelo Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) e, na sequência, foram encaminhados para a penitenciária do Estado. 

•  campo grande news •  navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 08/08/2022 21h47min
Maus-tratos levam polícia do Rio a fechar asilo em Guaratiba
Geral - 08/08/2022 21h28min
Ciro Gomes registra candidatura à presidência no TSE
Geral - 08/08/2022 21h14min
Polícia Civil e Militar deflagram Operação “Naviraí Segura”
Geral - 08/08/2022 21h10min
Dólar cai para R$ 5,11 e fecha no menor nível em sete semanas
Geral - 08/08/2022 20h56min
TSE responde aos questionamentos técnicos das Forças Armadas    
Geral - 08/08/2022 20h49min
Vendaval destelha barracões e tomba veículos na BR-163
Geral - 08/08/2022 20h37min
Jovem é morto em Niterói durante Parada do Orgulho LGBTQIA+
Geral - 08/08/2022 20h20min
Rio vai paralisar imunização de crianças de 3 e 4 anos contra covid-19