05/07/2022 09h46min - Geral
2 meses atrás

Polícia Federal combate no Paraná contrabandistas de cigarros


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Agência Brasil


Um grupo criminoso com atuação no contrabando de cigarros e lavagem de dinheiro na região de Londrina, no Paraná, é alvo da Operação Parasitas, deflagrada na manhã desta terça-feira (5) pela Polícia Federal.

Os investigados usavam dados de pessoas físicas, conhecidas como “laranjas”, empresas de fachada e bens adquiridos, para lavar o dinheiro conseguido com o contrabando de cigarros de origem estrangeira. Apurou-se ainda que integrantes do grupo foram presos diversas vezes transportando cigarros paraguaios.

Prática criminosa

Os policiais federais estão cumprindo 20 mandados de busca e apreensão, sendo 17 na região de Londrina, um em Maringá, um em Guaíra, no Paraná; e um em Agudos, no interior de São Paulo, além de três de prisão.

De acordo com a Polícia Federal, durante as buscas foram apreendidos documentos e materiais relacionados com a prática criminosa, bem como veículos adquiridos com o dinheiro proveniente do crime. A Justiça determinou ainda bloqueio de bens móveis e imóveis e de recursos financeiros mantidos nas contas dos investigados até o limite de R$ 15 milhões.

 



•  campo grande news •  navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 17/08/2022 21h02min
Bolsonaro promete manter zerados impostos federais de combustíveis
Geral - 17/08/2022 20h40min
PF apreende ecstasy, LSD e haxixe enviados para a Capital pelos Correios
Geral - 17/08/2022 20h27min
Camex torna definitivo corte de 10% de tarifa comum do Mercosul
Geral - 17/08/2022 20h19min
Mega-Sena acumula em R$ 7,5 milhões e 36 apostas de MS acertam a quadra
Geral - 17/08/2022 19h58min
Invasões em terras indígenas aumentaram e MS é um dos mais afetados, aponta Cimi
Geral - 17/08/2022 19h49min
Saúde: 10 estados e DF recebem novas ambulâncias do Samu
Geral - 17/08/2022 19h49min
Rio terá queda brusca de temperatura com chegada de frente fria
Geral - 17/08/2022 19h37min
Dólar sobe para R$ 5,16 após ata do Banco Central americano