19/08/2021 08h46min - Geral
4 semanas atrás

Polícia prende 4 pessoas da mesma família e coloca fim há quase 20 anos de abusos sexuais


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: TaNaMídia Naviraí


A Polícia Civil deflagrou operação nesta quinta-feira (19) para colocar fim há quase 20 anos de abusos sexuais dentro da mesma família, em Três Lagoas, na região leste do estado. Até o momento, 4 pessoas foram presas pela prática de diversos estupros de vulneráveis praticados contra crianças.

Segundo a delegada, os crimes estavam sendo investigados há cerca de 3 meses, sendo que, no mês anterior, houve a prisão do primeiro suspeito, sendo que a ação não foi divulgada para preservar as investigações.

De nome Sodoma e Gomorra, a operação é da Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) de Três e conta com apoio do Serviço de Investigações Gerais (SIG) e a 2ª Delegacia de Polícia, tendo o envolvimento de 24 investigadores e 5 delegados.

Dos 5 presos, são quatro homens e uma mulher, sendo dois deles irmãos e o terceiro é filho de um deles e o quarto é sobrinho. A mulher é a matriarca da família, uma senhora de 77 anos, que tinha conhecimento de tudo que acontecia e se omitiu, ainda conforme a polícia.

"Nós usamos imagens do drone e é possível perceber a sistemática familiar, já que todos os parentes moravam próximos, juntos. O convívio familiar era muito próximo e os autores são tios, primos, irmãos e há alguns casos de incesto também. É algo pesado, bem pesado", afirmou a delegada Nelly Gomes dos Santos, coordenadora da operação.

Até o momento, a polícia ressaltou que pouco mais de 10 vítimas foram identificadas, entre primas, irmãs e sobrinhas dos autores. "Com a prisão nós acreditamos que mais vítimas sejam identificadas, pois, terão coragem de denunciar", ressaltou Gomes.

Nos autos do inquérito, conta que a primeira vítima sofreu o primeiro abuso quando tinha apenas 8 anos de idade, há mais de 17 anos. São crianças e adolescentes com idades entre 5 a 13 anos, que conviviam em um mesmo núcleo familiar e, apesar de pedirem ajuda e tentarem denunciar, foram negligenciadas e obrigadas a se calar por anos.

Ainda conforme a polícia, uma delas, quando tentou contar o que acontecia, foi espancada com uma corrente, por um dos autores, com a conivência da avó.

Agora a polícia ressalta que a investigação continua para a identificação de possíveis novas vítimas e a punição dos envolvidos. 



•  tanamidia navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 16/09/2021 18h11min
Redução do ICMS cobrado na fatura de energia é aprovado em 1ª discussão
Geral - 16/09/2021 17h09min
Homem que negociava carros furtados em SP é preso em Campo Grande
Geral - 16/09/2021 17h06min
Casal com filho de 2 anos é preso com 450 quilos de maconha em Dourados
Geral - 16/09/2021 17h05min
Três são presos por tentativa de homicídio e polícia apreende pistola
Geral - 16/09/2021 15h50min
Sanesul de Naviraí emite Comunicado à população por falta de água
Geral - 16/09/2021 15h20min
Polícia Civil prende jovens por furto de 400 metros de fios de cobre em Itaquiraí
Geral - 16/09/2021 15h00min
Estado recebe hoje mais 67,6 mil doses da Pfizer e Astrazeneca
Geral - 16/09/2021 12h57min
Vídeo-Operação flagra máquinas do jogo do bicho e um é levado para delegacia