15/04/2021 07h30min - Geral
3 semanas atrás

Ponte do anel viário deve ser entregue nos próximos dias


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: SulNews


- O vlor da obra seria suficiente para a construção de 20 casas populares - NOVA NEWS A nova ponte sobre o Córrego Umbacará, em uma das alças do anel viário de Nova Andradina - destruída durante uma forte chuva em dezembro de 2019 - está em fase de conclusão e deve ser entregue pelo Governo Municipal de Nova Andradina, nos próximos dias. Orçado em R$ 1.490.000,00, o valor da obra seria suficiente para a construção de cerca de 20 casas populares*, em outras palavras, se não houvesse a necessidade da reconstrução da ponte, o valor gasto agora pelo Governo de Nova Andradina poderia literalmente fazer a diferença em outras áreas. A ponte original, que caiu devido ao agravamento de um processo erosivo em decorrência de fortes chuvas, como já informado, em dezembro de 2019, havia custado R$ 1 milhão, recurso oriundo do Governo Federal, através do Ministério da Integração Nacional. Portanto, com construção e reconstrução, a ponte sobre o Córrego Umbarcá já custa R$ 2.490.000,00 aos sofres públicos, sendo parte da União e parte do município. Alça do anel viário segue interditada por mais de um ano - Imagem: José Almir Portela / Arquivo / Nova News Conforme divulgado recentemente pelo Governo Municipal, a reconstrução da ponte está em fase final e a previsão é de que a obra seja entregue ainda neste mês de abril, liberando o tráfego pela alça do anel viário que liga a MS-134 (saída para Batayporã) à MS-473 (saída para Taquarussu) e à BR-376 (saída para Ivinhema). TRÁFEGO PESADO NA CIDADE Desde que a via foi interditada, o trânsito de caminhões e carretas que passam pela região dia e noite foi desviado para dentro de Nova Andradina, em trechos das Avenida Eurico Soares de Andrade, Avenida Ivinhema, Rua Espírito Santo e Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade. O tráfego pesado em uma área predominantemente residencial deixa moradores, ciclistas e condutores apreensivos com relação ao risco da ocorrência de acidentes.   Com anel viário interditado, trânsito na Avenida Ivinhema ficou bastante intenso - Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News   De fato, em fevereiro de 2020, uma criança morreu ao ser atropelada por uma carreta no cruzamento da Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade com a Rua Espírito Santo.   Também, desde que o anel viário foi interditado, diversos outros acidentes com menor gravidade ocorreram nas vias utilizadas pelos veículos cargueiros. Muitos deles sequer foram registrados pelas autoridades.   São veículos estacionados que são atingidos pelos caminhões e carretas, sofrem pequenos arranhões, têm retrovisores quebrados, essas coisas”, disse um morador. Ponte já apresentava problemas Em maio de 2019, o Nova News já havia produzido uma reportagem sobre danos que eram percebidos na base da ponte. Embora leigos, leitores acionaram o site para denunciarem a aparente insegurança da obra. Meses antes da queda, em maio de 2019, Nova News já havia denunciado problemas na estrutura - Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News

•  sulnews •   noticias •   site •   naviraí


Últimas Notícias
Geral - 09/05/2021 17h11min
Com 38 novos óbitos em 24h, MS passa das 6 mil mortes por Covid-19
Geral - 09/05/2021 13h34min
Homem é assaltado enquanto dormia em caminhão
Geral - 09/05/2021 13h29min
Casal é preso após ser flagrado com drogas para interno
Geral - 09/05/2021 13h24min
Homem suspeita estar com Covid e seis dias depois é encontrado morto dentro de casa em MS
Geral - 09/05/2021 13h23min
Candidatos realizam prova de concurso da PRF neste domingo em sete locais em MS
Geral - 09/05/2021 11h30min
Naviraí-PMA surpreende caçadores e apreende armas e munições escondidas no compartimento do motor de veículo
Geral - 09/05/2021 10h18min
Pandemia não impede a mãe de voltar para sala de aula com a filha
Geral - 09/05/2021 10h09min
Indígenas denunciam o sumiço de 1,3 mil doses de vacina contra covid-19