26/07/2022 08h48min - Geral
2 semanas atrás

STJ suspende decisão que "sangraria" 50% de um mês do ICMS estadual


 • 

nIndexer / redacao@naviraionline.com.br
Fonte: Campo Grande NEWS


O STJ (Superior Tribunal de Justiça) suspendeu decisão judicial que determinava a concessão de créditos no valor de R$ 500 milhões à Eldorado Brasil Celulose S.A. A determinação atende recurso do governo de Mato Grosso do Sul, que sustentou que a manutenção da ordem poderia comprometer em 50% a arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de julho. A Eldorado Brasil, produtora de celulose, tem fábrica localizada em Três Lagoas, a 327 quilômetros de Campo Grande. Os valores referem-se a créditos fiscais concedidos à época da instalação e para operação da empresa no Estado.  A decisão que suspendeu a concessão é do dia 21 de julho, do vice-presidente do STJ, ministro Jorge Mussi, no exercício da presidência. Segundo o ministro, o Estado demonstrou que a possível utilização imediata de meio bilhão em créditos de ICMS para compensação tributária poderia causar grave lesão à economia pública. "De acordo com os dados colacionados aos autos pelo requerente, o montante passível de compensação representa praticamente a metade da arrecadação mensal de ICMS daquela unidade federada, segundo o Balanço Geral do Estado de Mato Grosso do Sul no ano de 2021", afirmou Mussi. Disputa - Em 18 de novembro de 2021, a Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda) notificou a companhia a realizar o estorno de R$ 500.227.030,27, em razão da extinção do direito de compensação, ou seja, a empresa teria perdido o prazo para se utilizar do benefício. O valor era mantido no balanço da empresa, sob justificativa de que seriam usados em seu projeto futuro de expansão A partir daí, a empresa e o governo do Estado entraram em disputa judicial até que, em fevereiro de 2022, a 4ª Vara de Fazenda Pública de Campo Grande concedeu tutela provisória, suspendendo os efeitos do auto de infração da Sefaz sobre o crédito, permitindo que a Eldorado mantivesse a projeção da compensação. Após liminar favorável à Eldorado Brasil Celulose, o governo do Estado, por meio da PGE (Procuradoria-Geral de Mato Grosso do Sul), entrou com agravo de instrumento no TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) para evitar a compensação imediata do crédito tributário e obteve efeito suspensivo para o recurso. Em primeira instância, a sentença havia rejeitado os argumentos da Eldorado. No entanto, o TJMS, sem observar a perda de objeto do agravo de instrumento, concluiu o julgamento de mérito – que já havia sido iniciado em outra data – e negou provimento ao recurso, determinando a anulação da sentença. Segundo o Estado, essa situação deixou a empresa livre para compensar, já neste mês, os R$ 500 milhões de créditos. STJ - Jorge Mussi destacou que, diante as particularidades do caso e da possibilidade real de compensação, com impacto substancial na arrecadação estadual, fica nítido o risco de grave lesão à economia pública, um dos bens jurídicos tutelados pela legislação que disciplina o pedido suspensivo. "Tal frustração de receita, uma vez concretizada pela utilização do crédito em regime de compensação, é apta a provocar lesão a outro bem jurídico protegido pelas normas de regência: a ordem pública. É que, consistindo o ICMS no principal tributo para os estados, a redução da arrecadação impacta imediatamente na prestação dos serviços públicos a toda a coletividade", acrescentou. A reportagem entrou em contato com a Eldorado Brasil para saber se foi notificada da decisão e aguarda retorno.

•  campo grande news •  navirai •  noticias


Últimas Notícias
Geral - 08/08/2022 21h14min
Polícia Civil e Militar deflagram Operação “Naviraí Segura”
Geral - 08/08/2022 20h56min
TSE responde aos questionamentos técnicos das Forças Armadas    
Geral - 08/08/2022 20h49min
Vendaval destelha barracões e tomba veículos na BR-163
Geral - 08/08/2022 20h37min
Jovem é morto em Niterói durante Parada do Orgulho LGBTQIA+
Geral - 08/08/2022 20h20min
Rio vai paralisar imunização de crianças de 3 e 4 anos contra covid-19
Geral - 08/08/2022 20h08min
Parcela de R$ 600 do Auxílio Brasil começa a ser paga amanhã
Geral - 08/08/2022 20h07min
Covid-19: Brasil registra 170 óbitos e 17,4 mil casos em 24 horas
Geral - 08/08/2022 19h47min
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas